← Voltar

Verificando a versão do Slackware

Autor: Jefferson 'Slackjeff' Rocha
Atualização: 29/09/2019

INÍCIO

Para verificar qual a versão do Slackware temos dois meios que são bastante utilizados e práticos, o primeiro é fazer a leitura do arquivo slackware-version, que está localizado no diretório /etc/. Para isto você pode executar o comando cat indicando o arquivo de entrada, ou simplesmente abrir com seu editor favorito.

$ cat /etc/slackware-version
Slackware 14.2 

O arquivo slackware-version será também atualizado se você dar um upgrade de versão. Claro.

O segundo método é o mais completão, existe um arquivo que está presente em praticamente todas as distribuições Linux, digamos que é uma norma POSIX existir este arquivo indicando uma série de informações básicas do sistema.

Este arquivo se chama os-release e também está localizado em /etc/. Para fazer a sua leitura pode utilizar os mesmos métodos do passo a cima com o comando cat ou seu editor favorito.

$ cat /etc/os-release
NAME=Slackware
VERSION="14.2"
ID=slackware
VERSION_ID=14.2
PRETTY_NAME="Slackware 14.2"
ANSI_COLOR="0;34"
CPE_NAME="cpe:/o:slackware:slackware_linux:14.2"
HOME_URL="http://slackware.com/"
SUPPORT_URL="http://www.linuxquestions.org/questions/slackware-14/"
BUG_REPORT_URL="http://www.linuxquestions.org/questions/slackware-14/" 

NOTA: que há uma série de informações bem valiosas neste arquivo.
Podem ser facilmente usadas em seu script em Shell utilizando o comando source ou . para fazer o carregamento destas informações.
Um exemplo bem simples utilizando o bash:

$ source /etc/os-release
$ echo "Distribuição: $NAME"
Distribuição: Slackware
$ echo "Versão: $VERSION"
Versão: 14.2
$ echo "URL SITE: $HOME_URL"
URL SITE: http://slackware.com/

Ou você pode usar uma maneira mais UNIX de lidar com as coisas usando o velho feijão com arroz... Assim você consegue também recolher os dados necessários.

Para isto executamos uma linha de pipelines armazenando dentro de uma variável chamada version como exemplo.

$ version=$(grep '^VERSION=' /etc/os-release | cut -d '=' -f 2 | sed 's/"//g')
$ echo "$version"
14.2

O grep filtrou e encontrou o campo VERSION, o cut fez o corte delimitando o '=' como base e pegou somente o campo 2, o sed trocou as aspas duplas '"' por nada.